Se você voou para qualquer lugar na Europa nas últimas duas décadas, é bem provável que você tenha voado com a easyJet. Essa companhia aérea de baixo custo líder na Europa leva viajantes para mais de 30 países em mais de 600 rotas de forma segura e conveniente, tudo isso enquanto oferece algumas das tarifas mais baixas em todo o continente. Como eles fazem isso? Com foco na segurança, na simplicidade e na eficiência operacional. A organização de engenharia da EasyJet simboliza esse conjunto de valores, colocando a segurança no centro de tudo o que faz e inovando para melhorar continuamente o desempenho e reduzir custos.

easyJet avalia danos em aeronaves mais rápido com o Geomagic Control X
Um Airbus A320 da EasyJet no hangar de manutenção da empresa, onde a digitalização em 3D está sendo utilizada para melhorar e acelerar as avaliações de danos nas aeronaves.

Minimizando o tempo das aeronaves no solo

Uma das formas mais importantes que a easyJet pode minimizar atrasos e manter os preços das passagens baixos é reduzir o tempo das aeronaves em terra (Aircraft on Ground — AOG). Eventos não planejados de AOG acontecem quando alguma das 298 das aeronaves Airbus está danificada ou apresenta falhas mecânicas, e isso pode ser muito caro — sem falar do inconveniente para os passageiros. É claro que, quanto mais rápido uma aeronave danificada puder ser verificada, melhor será para a companhia aérea e seus passageiros. 

"Um dos nossos maiores desafios é tentar reduzir o tempo de AOG das aeronaves e manter registros precisos quando houver danos", disse Andrew Knight, engenheiro de estruturas de frota da easyJet. Embora seja raro, granizo, ataques de pássaros e outros eventos podem danificar as asas e a fuselagem e exigem inspeção antes que a aeronave voe novamente. Verificar danos causados por esses tipos de eventos tem sido tradicionalmente um processo de baixa tecnologia, manual e demorado que exige que a equipe de manutenção avalie os danos das aeronaves usando ferramentas de medição manual, como réguas e paquímetros de vernier. Pior ainda, a interpretação da extensão de qualquer dano usando essa técnica é altamente subjetiva e não repetível entre os membros da equipe. A equipe de engenharia estrutural da easyJet procurou uma solução moderna para acelerar o processo e fornecer resultados mais precisos e rastreáveis.

Localização do desvio digitalizado em 3D usando o Geomagic Control X
O Geomagic Control X exibe os resultados de uma análise de amassados, incluindo a profundidade e distância máxima entre cada amassado, com base em uma digitalização em 3D de um flape de asa.

Inspeção 3D repetível, precisa, móvel

"Procuramos um sistema fácil de usar para o engenheiro de manutenção, mas que tenha a capacidade de fornecer relatórios mais detalhados, se for exigido pela equipe de suporte. Ele deve ser preciso, repetível e acima de tudo, móvel, uma vez que eventos de AOG podem ocorrer em qualquer lugar dentro de nossa rede de 136 destinos em toda a Europa", Knight continuou. "O maior desafio foi no lado do software porque ele precisava ter uma interface simples e fácil de usar para se obter um relatório básico dos danos, mas poderoso o suficiente para fornecer detalhes aprofundados para os escritórios de suporte. A digitalização em 3D deve nos fornecer uma avaliação precisa e rápida dos danos com resultados repetíveis, independentemente da experiência do usuário."

ebook: a digitalização em 3D é adequada para as suas necessidades de inspeção?

Uma abordagem eficaz para a digitalização 3D

Ffind out how an effective approach to 3D scanning requires matching the right people with the right hardware and the right software to best meet your company's measurement needs.

Por esses motivos, a EasyJet recorreu a um revendedor da 3D Systems, a OR3D, uma empresa do Reino Unido com experiência em digitalização em 3D e no software Geomagic. Robert Wells, um especialista em digitalização em 3D da OR3D, relatou que "com base na exigência da EasyJet para digitalizar rapidamente grandes áreas — como todo o comprimento da asa de um Airbus A320 — na pista, recomendamos um scanner 3D portátil. E sabíamos que o Geomagic Control X™ era o software certo porque eles precisavam de uma maneira automatizada de avaliar amassados que fosse fácil para a equipe dominar e usar." Com essa solução, realizar uma avaliação de danos nos flapes de 70 pés (21 metros) de um A320 leva apenas algumas horas, em comparação com vários dias de aplicação de cera e papel de rastreamento, economizando dezenas de milhares de libras/euros da easyJet por evento de dano.

A inspeção do Geomagic Control X mostra locais amassados para a easyJet de forma rápida e precisa
A localização e a gravidade dos danos são reconhecíveis instantaneamente durante a avaliação das superfícies de voo. As decisões de reparo podem ser tomadas rapidamente e com alto nível de confiança.

Relatórios instantâneos para uma documentação rápida

Quando as digitalizações são concluídas, os engenheiros da easyJet podem obter relatórios de danos do software Geomagic Control X imediatamente. Eles não precisam carregar modelos de CAD ou alinhar os dados da digitalização a qualquer outra coisa no software e não precisam ter uma profunda experiência em metrologia para obter resultados confiáveis. O Control X usa seu mecanismo de CAD para criar automaticamente a geometria idealizada que atenda aos padrões de continuidade de superfície definidos pela Airbus e mede a aeronave digitalizada em relação a essa geometria idealizada para fornecer resultados instantâneos. Em minutos, os engenheiros da easyJet têm um relatório de danos iniciais consistente, repetível e minuciosamente documentado que permite a eles decidir quais reparos, se houver, são necessários antes que a aeronave possa ser colocada novamente em serviço.

Inspeção 3D poderosa e fácil de aprender

A easyJet adotou o Control X para avaliações de danos em grande escala porque é muito acessível para engenheiros ocupados com muitas outras responsabilidades. Knight comentou sobre isso especificamente, dizendo que "os engenheiros não usarão o sistema se ele for muito complexo e exigir conhecimento aprofundado do software e/ou treinamento extenso". O Control X atende melhor a esses requisitos do que qualquer outro software de inspeção baseado em digitalização porque ele é intuitivo, fácil de aprender e com potência suficiente para lidar com cenários de medição complexos. Qualquer pessoa familiarizada com o uso do software 3D pode aprender a usar o Control X e obter resultados em questão de minutos, com a flexibilidade para medir o que é necessário, sem pré-programação ou macros inflexíveis.

O que esta nova e moderna abordagem à inspeção de danos significa para a easyJet? "Estimamos uma economia de cerca de 80% no tempo para realizar as avaliações usando os sistemas 3D que temos atualmente, com uma possível economia de 80% em termos monetários" diz Knight. Há outros benefícios além da redução no tempo de AOG e uma melhor tomada de decisões em relação aos reparos também: manter relatórios de danos detalhados, completos com dados de digitalização precisos, poderá ajudar a empresa daqui a alguns anos, quando chegar a hora de vender ou devolver aeronaves aos seus arrendatários.

O uso do Control X pela easyJet é outro exemplo de como o software de inspeção simples e intuitivo ajuda as empresas a garantir a qualidade em todos os lugares, capacitando mais pessoas a medir mais coisas em mais lugares. Saiba mais sobre o Geomagic Control X hoje mesmo.